Sim, ela também escreve diários… — O Outro Lado

Escreve e dar sabor às palavras. Ela escreve notas breves – agridoces – da vida e com isso nos coloca dentro dele. Sim, ela também escreve diário e mistura poesia e cor. E com isso se colore dentro das palavras e tinge o universo com o encanto das cores Sim, ela também escreve diário e com […]

via Sim, ela também escreve diários… — O Outro Lado

A diferença entre “ocupado” e “produtivo” — Matheus de Souza

Ao começar o esboço deste texto, pensei em como ele veio num momento aplicável. Minhas duas últimas semanas tem sido bastante agitadas. Lancei meus serviços de consultoria em marketing digital, iniciei minha certificação em inbound marketing no HubSpot, apanhei do WordPress e tive que aprender o básico de HTML e CSS na construção do novo site […]

via A diferença entre “ocupado” e “produtivo” — Matheus de Souza

VENCERÁS……..EMMANUEL……Francisco Cândido Xavier.

Porque esta vida é apenas uma parada para o lanche em uma das estações…

Centro Espirita Virtual Luz e Sombra

  • Não desanimes.
  • Persiste mais um tanto.
  • Não cultives pessimismo.
  • Centraliza-te no bem a fazer.
  • Esquece as sugestões do medo destrutivo.
  • Segue adiante, mesmo varando a sombra dos próprios erros.
  • Avança ainda que seja por entre lágrimas.
  • Trabalha constantemente.
  • Edifica sempre.
  • Não consintas que o gelo do desencanto te entorpeça o coração
  • Não te impressiones à dificuldade.
  • Convence-te de que a vitória espiritual é construção para o dia-a- dia.
  • Não desistas da paciência.
  • Não creias em realizações sem esforço.
  • Silêncio para a injúria.
  • Esquecimento para o mal. Perdão  às ofensas.
  • Recorda que os agressores são doentes.
  • Não permitas que os irmãos desequilibrados te destruam o trabalho ou te apaguem a esperança.
  • Não menosprezes o dever que a consciência te impõe.
  • Se te enganaste em algum trecho do caminho, reajusta a própria visão e procura o rumo certo.
  • Não conte vantagens nem fracassos.
  • Estuda buscando aprender.
  • Não te voltes contra ninguém.
  • Não…

Ver o post original 47 mais palavras

“O caçador de borboletas” poema de Álvaro Magalhães — Peregrinacultural’s Weblog

Caçadora de borboletas Armen Vahramyan (Armênia, 1968) http://www.vahramyan.com O Caçador de borboletas Álvaro Magalhães Sorridente, ao nascer do dia, ele sai de casa com sua rede. Vai caçar borboletas, mas fica preso à frescura do rio que lhe mata a sede ou ao encanto das flores do […]

via “O caçador de borboletas” poema de Álvaro Magalhães — Peregrinacultural’s Weblog

PIAUÍ

Enéas Barros lança a obra “O Turco e o Cinzelador”, para os alunos do curso de Direito da FSA

O escritor Enéas Barros lançou o seu mais novo livro, “O Turco e o Cinzelador”, para os alunos do curso de Direito da Faculdade Santo Agostinho. A palestra ocorreu no sábado, dia 22 de fevereiro, pela manhã.
Enéas, que é autor de outras obras, como: “Piauí Terra Querida”, reeditado quatro vezes; o romance “Macauã”; o estudo sobre suas crenças religiosas ou a negação delas, “Em Verdade vos Digo” e “Parabelum”, sobre a morte do motorista Gregório, trabalha nessa nova obra sobre a questão histórica e política. Nesse romance, o leitor segue a  história de um jovem que foi contratado para fazer as portas de um dos templos mais importantes da capital, a Igreja São Benedito. A história é inspirada em um personagem verífico, o artista piauiense Sebastião Mendes, que no Século XIX recebeu da Província do Piauí subvenções para estudar na Academia Imperial de Belas Artes, no estado do Rio de Janeiro. Sebastião esculpiu as portas da Igreja São Benedito, que por sua vez foram tombadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). A sua vida de cinzelador, no entanto, estava fadada a uma tragédia que deixou suas marcas nessas portas, interrompendo uma aventura que nasceu com a chegada do turco Benjamim Amir e de sua esposa Zahrah Hazine, em 1863, trajetória essa marcada por um crime.
O livro é uma viagem interessante à Teresina oitocentista, em que personagens como o frei-arquiteto Serafim de Catânia atuava nos bastidores da igreja. Também são demonstrados os hábitos dos moradores de Teresina daquela época, resgatando como se comia, bebia, futricava por cozinhas, salões e escaninhos da cidade nascente.

Rborboleta recomenda!

http://www.fsanet.com.br/