Idílio, poesia de Paulo Setúbal — Peregrinacultural’s Weblog

Anúncios

Senhor…

árvore na serra

Senhor,

quantos mundos guardamos dentro de nós….

quem abre a porta para que nossos fantasmas escapem das velhas prisões….

como resgatar a firme convicção do que escolhemos ser…

Não sei!

Resposta minha,

não Sua.

Senhor de Todas as Coisas, inclusive das respostas …

Haverás de  perdoar por  encontrar-me nesse instante tão distante do que penso e tento vivenciar através da Fé.

 

Rborboleta

 

Triste…

Manoel Martins Menacho - Óleo sobre tela sobre placa 40x50 cm - 2002 - Assinado no canto inferior direito

 

Estou triste!

Por minha tia,

por minha mãe,

por mim mesma,

E até por você!

É que a dor acentua os laços de amor e revela os sentimentos com os quais tecemos a roupa de nossas vidas.

Não se trata de falta de fé,

mas de fé resignada,

tecida na compreensão do que há de vir.

Receba um beijo meu, tia.

Um, não!

Os muitos e muitos beijos e abraços com que todos os dias construo a minha oração!

Rborboleta

 

Sem letras

PRIMAVERA

 

Tenho pensado coisas e escrito no papel da minha mente;

mas a tinta é frágil,

Apaga fácil.

Percebo que estou perdendo minhas lembranças!

Então, estou de volta.

Hei de reencontrar-me em cada palavra,

Ainda que o verso não componha

Cem letras.

 

Rborboleta