Misericórdia, e não sacrifício – LEIA, LYA!

meninos

MISERICÓRDIA QUERO,  E NÃO SACRIFÍCIO

Mefibosete, aleijado de ambos os pés, filho de Jônatas, remanescente da casa de Saul. Morava em Lo-Debar, que quer dizer terra sem pasto, e sua vida era de sofrimento até o momento em que foi chamado à presença do rei Davi. Isto aconteceu porque ao lembrar-se de sua aliança com seu amigo Jônatas, o rei Davi quis usar de misericórdia com aquele descendente que sobrara da linhagem de Saul. Sendo assim, segundo as ordens de Davi, foram restituídas as terras de Saul a Mefibosete e este passou a comer na mesa do rei como se fosse um dos filhos do rei.

Essa passagem descrita em 2 Samuel 9, diz no versículo 8 que Mefibosete não se sentia digno de tamanha bondade que lhe oferecera Davi, pois se considerava como um cão morto.

Muito parecido é o que Deus faz em nossas vidas. Ele nos tira de uma terra árida e nos coloca para banquetearmos com Ele em Sua presença, mesmo nós não merecendo. Isso se chama misericórdia. Misericórdia pode ser entendida como compaixão, bondade ou perdão. A misericórdia de Deus se manifesta em nossas vidas de várias formas como quando na fraqueza é que somos fortes ou como quando nossos pecados são lançados no mar do esquecimento porque fomos perdoados. Recebemos misericórdia de Deus imerecidamente.

Deus requer também de nós misericórdia, que nesse caso pode ser entendida como obediência e um coração quebrantado e verdadeiro diante de Deus. Sacrifícios eram feitos perante Deus para a remissão de pecados, mas eles nunca acabavam porque os pecados nunca deixavam de ser cometidos. Sacrifício quer dizer oferecer algo valioso a Deus, e por isso se tornava aceitável diante d’Ele. Mas ainda assim Deus diz em Oséias 6:6 “Misericórdia quero, e não sacrifício”. Ou seja, Deus prefere a misericórdia. Isso porque o sacrifício nem sempre era de todo coração e verdadeiro. E Deus ama a verdade.

A partir do momento em que o maior sacrifício foi feito por Jesus em favor da remissão de nossos pecados, não foi mais preciso nenhum sacrifício. Se para a remissão de pecados do povo de Israel era necessário que o sumo sacerdote entrasse a oferecer sacrifícios uma vez ao ano, com o sacrifício vivo de Jesus isso já se tornou aceitável diante de Deus somente uma vez. Ou seja, não há mais sacrifícios a serem feitos. Que coisa maravilhosa!

O sacrifício que Deus quer de nós hoje é simplesmente sacrifícios de louvor e o negar-se a si mesmo, ou seja, a própria carne. Esse sacrifício não pode ser entendido como um sofrimento ou um peso porque Deus não nos dá nada a mais que não possamos suportar: “Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve” (Mateus 11:30).

Nos quatro dias do feriado de carnaval aprendi muito sobre “misericórdia quero e não sacrifício” no acampamento da IBC (Igreja Batista Central em Goiânia), minha igreja. Por isso resolvi falar um pouco aqui sobre esse tema. Bom mesmo é servir e ter um compromisso real e verdadeiro com Deus, que é a fonte de todas as misericórdias: “As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim” (Lamentações 3:22).

http://vidanocastelo.blogspot.com.br/2008/02/misericrdia-quero-e-no-sacrifcio.html

Querida Sobrinha,

É preciso que entendamos que os sacrifícios foram necessários antes do grande Sacrifício de Nosso Senhor Jesus Cristo,  na Cruz. Depois Dele, ao nosso Deus é mais agradável os gestos de amor, gratidão, caridade, carinho, piedade.

O Primeiro mandamento diz ” Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a SI mesmo”.

É nosso dever, portanto, amar-nos, cuidar de nossa saúde, do nosso corpo, da nossa alimentação (pois a vontade de Deus é mais importante que parecer com as modelos magricelas que passam na TV) e procurarmos ser felizes com a vida que vivemos.

Sabe, Lyca, a forma como vivemos é muito importante para Deus e Ele jamais aprovaria que nos sacrificássemos a ponto de  prejudicar a nossa saúde. Com certeza, Ele prefere que sejamos bons, obedientes e alegres, porque somos seus filhos.

Viva, portanto, a sua vida de mocinha, com serenidade, naturalidade e cultive somente os bons pensamentos. Seu Anjinho da Guarda está sempre ao seu lado; e além do mais, tem a vovó, seu pai, sua mãe, eu,  dedeu  e até o juninho, que  estamos sempre orando uns pelos outros.  Então, não precisa ficar tão preocupada e orar por nós todos. Reserve o seu momento de oração, sem exageros.

A vida só dá certo assim.

Durma seu soninho tranquila porque é isso que Jesus está esperando de Você. Lembre que Ele também já foi um menininho.

Um grande beijo da tia que te ama.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Misericórdia, e não sacrifício – LEIA, LYA!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s