CAILLOU

O menino que descobriu as palavras – Cineas Santos

 

Era, uma vez, um menino
Que, ainda bem pequenino,
Descobriu, todo contente,
Que palavra é que nem gente:
.
Umas são festas e alegria,
Como palhaço e folia;
Outras são sempre tristeza,
Como doença e pobreza.
.
Percebeu o menininho
que a palavra carinho
Até as plantas entendem,
Todos os seres compreendem,
.
Não se conteve e gritou:
“Carinho é filho do Amor!”
O menino descobriu,
Ficou feliz e sorriu,
.
Que algumas são brilho, luz,
Como a palavra Jesus;
Outras são dura verdade,
Como tempo, dor, saudade;
.
Palavras, pura beleza,
Como homem e natureza.
Palavras, só emoção,
Como poesia e canção.
.
Descobriu que a mais querida
É sempre a palavra Vida.
.
O menino, então, dormiu
E uma palavra o cobriu,
Lençol que não é de pano,
Feito de paz e de sono.

Cineas Santos é um poeta e escritor brasileiro, com atuação cultural desde os anos 1970.

Biografia WIKIPÉDIA

Cineas das Chagas Santos nasceu em Campo Formoso, município de Caracol, sertão do Piauí, estado da região Nordeste do Brasil, em 20 de setembro de 1948, filho de Liberato Francisco dos Santos e Porsina Maria das Chagas Santos.1 Poeta, cronista, intelectual, professor, agente cultural, advogado, editor e livreiro brasileiro. Pertenceu ao Conselho Estadual de Cultura.

Desde 1965 vive em Teresina, capital do Piauí, onde desenvolveu trabalho de agente cultural, atuando em diversas áreas, há décadas exercendo atividades no cenário artístico-cultural local. Em 1976/1977, fundou, junto com o poeta Paulo Machado e outros companheiros de geração, o jornal alternativo “Chapada do Corisco”. Proprietário da Corisco (livraria e editora), publicou vários autores piauienses. Professor de Português e Literatura de várias gerações de estudantes piauienses. Foi um dos idealizadores e organizador do SaLiPi (Salão do Livro do Piauí), evento que anualmente reúne livreiros, editoras e público leitor em torno a diversas atividades culturais, palestras, debates, oficinas e exposições. Também é proprietário da Oficina da Palavra, espaço cultural teresinense, e coordenador do grupo A Cara Alegre Do Piauí, projeto de interiorização da cultura – música, literatura e artes plásticas.2

Cineas Santos é também o autor da letra do Hino do município de Teresina, em parceria com o músico Erisvaldo Borges, que compôs a melodia.

Foi presidente da Fundação Municipal de Cultura de Teresina (Fundação Cultural Monsenhor Chaves – FMMC)

Apresenta (desde 10 de maio de 2009) o programa televisivo intitulado “Feito Em Casa“, sobre literatura, arte e cultura centradas na realidade local piauiense.

Obras

  • Miudezas Em Geral (poesia)
  • Tinha Que Acontecer (contos)
  • ABC Da Ecologia (cordel)
  • Aldeia Grande (humor)
  • O Menino Que Descobriu As Palavras (infantil)
  • Nada Além (poesia)
  • Ciranda Desafinada (infantil)
Anúncios

2 pensamentos sobre “CAILLOU

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s