VICTORIA

download (18)

VICTORIA

 Mamaí, mamaí,

Beeta,

Beeta!

Posso ouvir,

Como que agora,

Guardada no baú das minhas mais sagradas memórias,

A voz pequena de minha miúda.

Beeta!

Escadas malvadas,

Prá ela, tão altas.

Era agarrar no corrimão,

Prá fugir do bicho-papão.

Pijama completo,

Calça,  blusa e chinelinha.

Pequenos ursos coloridos

Brincando no tecido.

Do amor de Vó,

Lindamente cosidos.

No céu,

Revoavam borboletas,

Azuis,

Vermelhas,

Amarelas,

Belas!

Desdenhavam do medo que faziam  nela.

Minha miúda,

Assustada,

Olhos muito vivos,

Pequenas amêndoas,

Cabelos de pipoca.

Pensamento a todo pano,

Maquinando,

Entrelaçando,

O  plano perfeito,

Para dar cabo delas.

Vovô, pega a tua chinela!

RB

À minha Victoria,

com todo o amor!

mamãe.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s