Mãe

Mãe

Mãe,
Sei que tu tens um livro,
Não sei o que está escrito.
Se histórias de amor ou de dor.
Disseste prá mim, um dia,
Que edownload (4)sse livro cairia
Nas mãos do seu devedor.
Serei eu, mãe querida…
Que te inspirei, te levei
A escrever, com afinco,
Coisas que não sei,
Não sinto.
Perdoa, mãe,
Por favor.
Esquece as minhas mazelas.
Não são tuas,
São seqüelas,
De sofrimento e de dor.
Recebe de mim um beijo,
Cheirado, demorado,
Para que jamais esqueça.
Desse meu imenso amor.
Foi muito mais que timidez,
Que não deixou,
Não me fez,
Declarar a ti meu amor.
Perdão, se jamais ouviste,
Deveras,
Estas palavras sinceras,
Minha sempre declaração de amor!

Por Rosânia Bastos.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Mãe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s